Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Chuva de Tete.

Por M&Ms, em 03.11.16

A semana passada, quinta-feira para ser mais precisa, cairam as primeiras pingas. Nada durante o solarengo dia, o fazia esperar. Mas por cá, já se sabe que podemos acordar com chuva e terminar o dia com sol, ou vice-versa.

 

O primeiro indício foram as nuvens que ao final da tarde, se começaram a ver ao longe. Escuras e densas. Mas depois veio a parte mais interessante e típica de cá. A “chuva de Tete”. E por isto, entenda-se, resmas de pó. Põs-se uma ventania forte que levou tudo pelo ar, pó, lixo e até telhados de chapa. As pessoas correram para se abrigar. Os carros diminuiram a velocidade, tal era a dificuldade em ver a estrada. E a pista de avião desapareceu no meio de uma paisagem árida e castanha. E depois de tudo isto, finalmente a chuva.

 

Não foi muita. Digamos que até foram só meia dúzia de pingas, comparando com o que estamos acostumados. Mas claramente, deu-se por aberta a época dos vendavais.

 

E foi mais ou menos assim:

 

20161028_170904.jpg

 

20161028_170951.jpg

 

20161028_171025(0).jpg

 

20161028_171205.jpg

 

20161028_171332.jpg

 

A partir de agora, vai ser sempre a piorar. Venham as molhas!

 

Até já!*

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 14:50



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D